FACEBOOK


26 outubro 2011

Cara a cara com menino de 7,5 mil anos

 

Rosto do esqueleto da Idade da Pedra mais completo da Noruega é reconstituído.

Pesquisadores da Universidade de Dundee, na Escócia, reconstituíram o rosto do esqueleto da Idade da Pedra mais completo da Noruega, de 7,5 mil anos.
A façanha vai permitir o estudo das características da ossada, pertencente a um menino forte e atarracado que vivia na caverna de Vistehola, próximo ao município de Stavanger.
Descoberto em 1907, o esqueleto denominado Viste Boy (Garoto Viste, em tradução literal) é o terceiro humano mais antigo já encontrado na Noruega.
Seu crânio de cor escura e ossos estão em exibição no Museu Arqueológico da Universidade de Stavanger (UIS).
Segundo análises realizadas pela equipe, o garoto tinha cerca de 15 anos quando morreu. Ele era um pouco inferior a 1,25 metros de altura e provavelmente viveu em um grupo de 10 a 15 pessoas.
Os arqueólogos também afirmam que este clã comia peixe - principalmente o bacalhau - assim como ostras, mexilhões, biguás, alces e javalis. Eles acreditam que o adolescente pode ter sido doente, o que explicaria sua morte prematura.

Digitalização do crânio: O crânio é muito frágil e consiste em muitos fragmentos. A digitalização é feita com um scanner de superfície a laser e as informações resultantes são carregadas em um programa de computador.

Foto: Terje Tveit

Reconstituindo a face: Depois da programação, a pesquisadora converte a construção digital em um modelo de plástico e, em seguida, forma os músculo, a pele e as características do rosto em argila.

Foto: Jenny Barber

Modelo final: A face final é moldada em resina plástica e fibra de vidro. O resultado é um rosto pintado e com olhos de vidro definidos.

Foto: Jenny Barber

Mapa da caverna de Vistehola, próximo a Stavanger, na Noruega: Esqueleto representa o mais completo esqueleto de Idade da Pedra norueguês e o terceiro humano mais antigo já encontrado no país.

Foto: Reprodução

Fonte: Estadão

Veja também:


0 comentários: