FACEBOOK


22 novembro 2011

Misteriosos traços de radiação são detectados na Europa

Vestígios do material radioativo iodo-131 foram detectados em toda a Europa durante as últimas duas semanas. A fonte desse material radiativo ainda é desconhecida. O iodo-131 é um subproduto de reações como a de fissão nuclear, que ocorrem em reatores e armas nucleares. Quando absorvido em altas doses, essa radiação emitida pode causar câncer.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou que os níveis de iodo-131 que foram detectados em vários locais da Europa são anormalmente elevados, mas não altos o suficiente para representar um risco para a saúde pública.

O Ministério do Ambiente da Áustria afirmou que os pequenos níveis de iodo radioativo detectados iriam expor a população a uma dose de radiação equivalente a apenas uma fração de 40 mil da dose recebida em um vôo transatlântico.

No entanto, a AIEA continua a procura da fonte deste produto de fissão nuclear. A agência não acredita que ela seja remanescente do desastre nuclear em Fukushima, no Japão, no início deste ano.

O aumento nas taxas de iodo radioativo foi detectado pela primeira vez no final de outubro, e desde então tem sido medido em diversos lugares da Europa. O iodo-131 decai rapidamente, com uma meia-vida de apenas oito dias.

Paddy Regan, professor de física nuclear na Universidade de Surrey, disse que o iodo pode ter vazado de uma fábrica de radiofármacos. Outra alternativa é que o iodo pode ter vazado de um hospital que mantém o material estocado.

Fonte: Life'sLittleMysteries

Veja também:


0 comentários: