FACEBOOK


14 dezembro 2011

Garota de 17 anos inventa nanopartícula que mata células cancerosas

O que você estava fazendo quando tinha 17 anos? Jogando videogame? Matando aula? Fumando escondido?

A menos que você tenha respondido “curando o câncer”, prepare-se para se sentir um fracassado em comparação com Angela Zhang.

A garota da Califórnia – nos seus impressionantes 17 anos de idade – acaba de ganhar 100.000 dólares (cerca de 180 mil reais) no Grande Prêmio de Matemática, Ciência e Tecnologia do Concurso da Siemens com o projeto “Design da liberação de drogas guiada por imagem e controlada fototermicamente através de um nanosistema multifuntional para o tratamento de células-tronco cancerosas”.

É ainda mais impressionante quando você entende o que esse título realmente significa: basicamente, Angela criou uma nanopartícula que mata células cancerosas.

Ela disse que a partícula melhora os tratamentos atuais contra o câncer porque oferece uma maneira de entregar a droga diretamente nas células tumorais, sem afetar as células saudáveis ao redor delas. A partícula também é capaz de liberar uma droga quando ativada por um laser.

Sua criação está sendo anunciada como um “canivete suíço no tratamento do câncer”, porque tem muitos usos potenciais diferentes.

Como é frequentemente o caso com esses tipos de inovações, ainda está muitos anos longe de ser usada em pacientes reais, mas ainda é um grande feito, especialmente para uma adolescente.

A vitória de Angela não veio sem dedicação. Ela trabalhou nestas nanopartículas desde 2009 e passou mais de 1.000 horas no projeto. Sua pesquisa foi estimulada pela morte de seu avô e bisavô, ambos de câncer. Tudo o que a garota pudesse fazer para impedir a doença de matar mais pessoas, ela queria fazer. E parece que conseguiu.

Fonte: Jezebel

Veja também:


4 comentários:

Impressionante, porém é uma pena já saber que não vai pra frente , logo logo alguma mutinacional farmaceutica contrata a menina e paga uma pequena fortuna para que ela trabalhe para eles e engavetam o projeto. Cura para o cancer infelismente não tem lucros.

Concordo com Frederico Feroli doenças incuráveis as curas existem mas os laboratorios farmaceutico nunca anuciam porque não é lucro para eles.
A asma tem cura mas eles acham que não! então o que não tem cura tem lucro simples assim>

Bom se Ela se dedicou tanto a desenvolver desenvolver essa nano particula em função da dor causada pela morte dos parentes cancerigenos, duvido muito que ela aceite dinheiro para abafar essa cura